terça-feira, 16 de março de 2010

military stories

Não sei se vocês sabem, mas recentemente, fui obrigado a ser 'voluntário' nas forças armadas brasileiras, como na minha cidade não existe quartel, estou servindo ao Tiro de Guerra.
Muitos se orgulham, muitos gostam, eu particularmente não, o problema (que descobri atraves de muitas pesquisas e entrvistas (haha)) é que a maioria do pessoal se ve obrigado a gostar de servir a pátria... pelo simples fato de que se o fizer, será 'menos' pior o serviço militar; acho ridiculo isso, todos me aconselharam a 'começar a gostar' disso. só eu percebo o quao tosco é obrigar alguem a gostar de algo? bom, mas pro serviço militar, impor algo é normal, talvez seja por isso.
Enfim, esse post não é dedicado aos meus sentimentos quanto a militariedade da coisa e sim algo que me aconteceu hoje.

Retrocedendo um pouco.
Eu estava indo ao TG a pé, não é muito longe de casa, sao uns 20 minutos até lá, porém é um tanto quanto cansativo, além de ser maior parte subida, é de madrugada, sensibilizado com minha situação (haha) um amigo me emprestou uma antiga bicicleta dele, aceitei.
Precisava de uns ajustes e tudo mais, que foram feitos, troca de pneus, etc.

Enfim, hoje foi a primeira vez que fui lá de bicicleta, cheguei lá super rápido, foi até emocionante, com as pernas tremendo de cansaço, mas foi rápido. Depois de fazerem a chamada e fazermos flexões começou a instrução de hoje, que foi teorica, não posso dizer mais detalhes aqui, devido ao fato de poder ser preso riariar a instrução acabou, fui feliz pegar a bicicletinha pensando em chegar rapido em casa e dormir mais.
O começo do caminho, segui a pé caminhando com a bicicleta ao lado, pois era subida... passado algum tempo continuei em frente de bicicleta, estava tudo tranquilo, apenas pensando em dormir ao chegar, percorri 90% do caminho perfeitamente bem, eis que faltando dois quarteiroes (ou quadras) para eu chegar ao meu sono, acontece algo.
O pedal da bicicleta escapa do meus pés vestidos com um coturno, estava em alta velocidade para uma bicicleta, o pedal deu uma volta completa e... BAM

a desgraça do pedal deu a volta e acertou meu tornozelo por tras, foi uma dor bem legal de se lembrar. Desci da bicicleta e fui mancando pra casa. ao chegar lá, a dor ja nao era tanta, mas passei um oleozinho só para garantir, e fui dormir.
Ao acordar vi uma bola no lugar do tornozelo.


----------------------------------------------

vida militar sempre me surpreendendo, enfim, espero que amanhã de madrugada eu esteja curado para depois me machucar de novo.

9 comentários:

Henrique Miné disse...

aaah, mas ai a culpa não foi do TG, e sim da bicicleta ora essa!

pense bem, se você não se curar, será uma honra ainda maior servir a pátria machucado! x)

Igor disse...

adsadspodasihodioasihodsioasihohadsioioads, cara, a vida eh assim, cheia de altas e baixos, boa sorte no tg :D asdihodsioahoiadshaiodshoiadsiho

Ulisses disse...

heaheah não precisaria andar de bicicleta se não fosse o tg

Rafa Cullen disse...

Vê pelo lado bom: pelo menos vc só se machucou com a bicicleta, n levou um tiro! *-* -qq

Awnt, vc atualizou o blog *o* Emo.cionay *-*

Beeijos =**

Mayara Buss disse...

hahahahahhahaha

vc não sabe nem andar d bicicleta

AHuhauHAUHhUHAUhauHAUH

=x desculpe

tbm to andando por aí de bike, mas acabo pegando transito por não ser de madrugada..
não sei o q é pior X.x

Re disse...

sashuahsuasha =x
desculpa ><
.. deve ta doeendooo tanto .. i.i
deveria ter orgulho u.ú estava fardado, nao?

><
brincadeiraaa xD

Lael Yleizarg disse...

soldado que é soldado não reclama de ter machucado o tornozelinho!
vire homem ou peça pra sair, hunf

Ulisses disse...

se desse pra sair, não pensaria duas vezes heaheaheahe

Anônimo disse...

Parabéns Ulisses!
Encare isto como uma nova experiência e não como uma obrigação de ser patriota.
Muito de sua vida irá mudar, no futuro, por conta desta experiência (de acordar cedo, de conhecer pessoas diferentes de vários níveis sociais, de várias formas de pensar, pessoas que, até então, nunca fariam parte da sua "tribo".
Confesso que fiquei feliz por você, quando o Ígor me deu a novidade. Você vai amadurecer muito, saber o que é ter responsabilidade, aprender a ter respeito (no caso, será forçado) por seus superirores, mas isto vai ser tão útil em algumas situações da vida.
Falando sério, torço que o Ígor também tenha a oportunidade de ter esta experiência.
Parabéns! Aproveite cada instante que tiver nesta fase, cada alegria, cada tristeza, cada momento de humilhação, cada momento de reconhecimento, cada momento de fraternidade, cada momento de traição, pois tudo isto, e muito mais, faz parte da nossa vida.

Que a "Força" esteja com você!

Lidineide